Menu Digite o nome da receita, ingrediente...

Mel de manuka: um verdadeiro elixir de saúde e beleza?

Espécie específica de mel vem ganhando força junto aos adeptos dos remédios naturais e aos chefs de cozinha, tudo graças as seus benefícios mais potentes do que os outros tipos de méis.

Mel de manuka

Mel de manuka

Desde os primórdios, o mel é bastante utilizado e conhecido. Tudo começa com a extração do néctar das flores pelas abelhas, sendo que cada espécie de flor origina um tipo de mel diferente, variável no sabor e nas propriedades. Laranjeira, de eucalipto, jataí, uruçu etc. 

Com o mel podemos adoçar alimentos e bebidas, preparar e decorar pratos culinários e, até mesmo, produzimos remédios, caseiros ou não, capazes de atenuar, ou até mesmo, aliviar os sintomas de um resfriado, de uma dor de garganta, e por aí vai. Tudo isso, graças às suas conhecidas propriedades antimicrobianas.

Atualmente, uma espécie de mel vem chamando a atenção e ganhando força no mercado: o mel de manuka! Acredita-se que nele há potencialidades bem mais concentradas de substâncias antissépticas, o que potencializa seus efeitos à saúde e beleza.

O Mel é produzido por abelhas nativas a partir do néctar desta delicada flor de pétalas brancas, a manuka, originária de arbustos da Nova Zelândia. 

Na verdade, sua publicidade mundial começou em 1981, quando o Dr. Peter Molan começou a explorar as potencialidades da manuka, descobrindo que a ação do peróxido de hidrogênio (substância antibacteriana ) era bem mais concentrada nele do que em outros tipos de meles.  Desde, então, muitos outros estudos vieram, balizando os poderes desse extraordinário alimento.

Trata-se de um mel pastoso e denso, cujos benefícios, na verdade, o povo Maori já experimenta há séculos, e que vem ganhando o mundo.

Rico em vitaminas, propriedades antibacterianas e probióticas, o mel de manuka ajuda na digestão e na nutrição das bactérias boas do microbioma, fortalecendo a imunidade e, também atuando na saúde como um todo, além de ser um verdadeiro elixir de beleza, garantem especialistas.

Ele pode ser difícil de encontrar e, quando encontrado, pode ser um tanto mais caro que outros tipos de meles, tanto por suas propriedades quanto por vir de tão longe. Caso queira experimentar, é preciso se atentar para evitar enganos.

Seu grau de pureza e intensidade (potencia) tem a denominação abreviada UMF (Unique Manuka Factor), que deve estar estampada no rótulo dos autênticos produtos. UMF, em tradução para o português, significa Fator Único da Manuka. Esta denominação vem acompanhada de uma gradação: UMF 5+, UMF 10+, UMF 15+, e UMF 20+, sendo que quanto menor esta gradação, menor é a pureza do mel. Isto permite um controle global do mel, garantindo seu rastreio na extração, produção e distribuição.

Além de contar com  um poer superior como adoçante, o Mel de Manuka possui apenas 21 calorias por colher de chá, ou seja, um terço menos que os outros meles.

Mas seus benefícios não estão apenas na sua ingestão, não. Vão além, na cosmética por exemplo. Graças às suas propriedades hidratantes, os tratamentos cosméticos com o mel de manuka são muito populares nos países da Oceania. 

Para colher seus benefícios, especialistas recomendam que basta a ingestão diária de 1 a 2 colheres desse verdadeiro elixir.

Ele poderá ser encontrado nos empórios de produtos naturais ou na internet.

Outros artigos quentinhos, saídos do forno!



Comentar este artigo

Faça lindas taças de chocolate usando balões Pimenta mais forte do mundo quase mata homem com sintomas de AVC