Menu Digite o nome da receita, ingrediente...

Na cozinha do Cuquinha com David Lebovitz


Receitas sem Fronteiras entrevistou David Lebovitz, autor do livro My Paris Kitchen

Entrevista com David Lebovitz - My Paris Kitchen

 

 

 

O famoso blogueiro americano David Lebovitz, que vive atualmente em Paris, dividiu conosco, junto com um prato de ribs, seus pensamentos acerca da cozinha parisiense, da culinária americana e de seu novo livro “My Paris Kitchen”.

 

 

 

 

  

 

Sobre seu novo livro “My Paris Kitchen”

"Para mim, a base de uma cozinha verdadeira é a origem dos melhores ingredientes.
É disso que se trata a cozinha francesa."

 

O oitavo livro de David Lebovitz, My Paris Kitchen, foi publicado no dia 8 de abril de 2014. Se você já esteve em Paris, irá se divertir com essa aprazível leitura. Referências a elegantes garçons (ainda que mau humorados!) e a vielas pitorescas com certeza evocarão algumas de suas melhores lembranças da capital francesa. Mesmo para aqueles que nunca colocaram seus pés na Torre Eiffel, o livro faz-se uma agradável diversão.Entrevista com David Lebovitz - My Paris Kitchen

“Estou sendo sincero quando falo da minha Paris. Passo meus dias rondando as ruas de Paris em busca de algo para comer ou atrás de coisas para preparar um jantar em casa. As pessoas se identificam com minhas histórias porque grande parte delas são sobre gafes que cometi ou sobre o que fiz de errado”. Afinal, quem não tem um caso de insucesso para contar no almoço de domingo?

O livro de David vai além dos chiques quartiers parisienses, em direção às mais diversas áreas que cativam quem as conhece. My Paris Kitchen trata sobre a verdadeira comida francesa, que não é só patas de rã e caramujos. “Paris é uma cidade multicultural e isso é algo que nem todos levam em conta. Os franceses apreciam diferentes tipos de comida e eles estão ficando realmente bons em comidas autênticas de outras culturas. A geração mais nova está viajando e, com isso, vem mudando a forma com que comiam para algo mais casual”.

Receitas do Oriente Médio como o tabule (com um ingrediente secreto que ele obtém junto a libaneses) dividem pacificamente uma página com itens básicos da cozinha francesa, como cenouras raladas e filé com fritas. Assim como a própria Paris é esse mix multicultural de comidas que faz do livro um sucesso.

 

Sobre a comida francesa

O que é a comida francesa? É uma comida mundial. Eu não acho que o termo ‘comida parisiense’ exista porque Paris é uma fusão, uma mistura de tudo que as pessoas trouxeram para cá. Você pode comer um maravilhoso coq au vin, mas são pratos como o cuscuz e o merguez apimentado que fazem parte do cenário culinário francês”.

Nestes 10 anos em que David mora na França, ele admite que este é um fenômeno que vem indubitavelmente se espalhando.

Entrevista com David Lebovitz - My Paris Kitchen

 

Comida americana é tendência em Paris

Atualmente, Black Angus Ribs defumados ou cremosos cupcakes red velvet são mais fáceis de encontrar do que barraquinhas de crepes. “Os parisienses são obsecados por conceitos e pelo que está em voga”, diz David.

Uma nova onda de comida francoamericana está tomando as ruas de Paris, liderada por um time de chefs estrangeiros cuja reverência por ingredientes locais e sazonais torna-se quase um fanatismo.

“Há algo intensamente genuíno nos americanos e australianos que vêm a Paris. Eles trazem inovações e os franceses os seguem”, conta-nos David. “Não é uma crítica, é uma parte de nossa cultura que anseia por mudanças. Não somos tão atados a tradições, então arriscamos. A próxima geração de chefs franceses está acompanhando esse movimento, fazendo suas mudanças e sendo criativos de uma forma interessante e surpreendente”.

Apesar da reputação de amantes de alho, David conta que os americanos ficam chocados em ver que os parisienses, na verdade, desdenham do gosto pungente de alho cru. “Em Paris, a palavra é moderação. Eles não gostam de sabores intensos, o que é uma surpresa, porque seus paladares estão todos entorpecidos pelo tabaco! Você precisa morar aqui para entender o conceito de moderação - um equilíbrio entre algo muito animado (o que é não é aprovado em Paris) e algo insoso”.

David é bom em desconstruir estereótipos, como aquele do garçom rude. “Vejo que as pessoas em Paris vêm se tornando mais hospitaleiras, principalmente os jovens. Fico encantado em ver como aqueles que trabalham em restaurantes são simpáticos, amigáveis, prestativos e bem informados sobre aquilo que estão servindo”.

 

Entrevista com David Lebovitz - My Paris Kitchen

 

Um conselho

O que comer em Paris? “Vá a um café! Procure aquele mais próximo e vá. A comida pode não ser tão bom, mas tanto faz! Peça um croque monsieur, um jarro de vinho e não se degladeie para entrar em restaurantes da moda. Muitas pessoas vêm a Paris em busca de uma experiência gourmet, mas a comida autenticamente parisiente está logo na esquina.

 

Como afrancesar suas práticas culinárias

Entrevista com David Lebovitz - My Paris Kitchen

A cozinha francesa não é só uma boa receita, trata-se de simplicidade, de ingredientes, de desfrutar o tempo - é algo sincero. Uma refeição deve ser algo que nos dá prazer. O negócio é relaxar, não pirar”.

David é um otimista, mas também é um realista. Ele acredita que dar opiniões sinceras sobre o que se come em um restaurante é uma forma de ajudar na melhoria contínua desses estabelecimentos. Ele vê Paris como ela realmente é: multicultural, desafiadora e plena de comidas deliciosas.

E mais, ele vai deixar você ficar com o último pedaço do bolo, o que o torna um cara legal!

 

 ________________________________________________________________

Outros artigos quentinhos, saídos do forno!



Comentar este artigo

Chef Kadu Barros, o inventor da coxinha de brigadeiro! Joana Kamil - Nutricionista e participante do Cozinheiros em Ação