Menu Digite o nome da receita, ingrediente...

Queijo e vinho tinto: o divórcio perfeito!

 

Na França, o queijo é tradicionalmente servido entre o prato principal e a sobremesa. Se seguirmos a ordem de serviço dos vinhos, segundo a qual um vinho deve sempre ser mais forte, mais rico, mais complexo ou mais doce que o precedente, temos a escolha de seguir com o vinho tinto do prato principal ou passar para a opção que melhor harmoniza com a sobremesa. 

Queijos e vinho tinto, o divórcio perfeito

De um ponto de vista estritamente gustativo, os queijos combinam melhor com os vinhos brancos:

  • vinhos brancos e queijos Valençay;
  • Vin Jaune (vinho amarelo) da região do Jura com queijo Comté;
  • Champagne e Chaource;
  • Sauternes e Fourme d’Ambert ou Roquefort...

Para cada queijo seu vinho específico, mas é uma exceção à regra que o vinho em questão seja tinto.

Então, por que tomamos vinho tinto para acompanhar queijos?

Inicialmente, porque desejamos terminar a garrafa de tinto já aberta para o prato principal. Uma segunda razão seria manter-se fiel à ordem canônica, uma vez que servir um vinho branco seco em seguida dificilmente seria suportado pelo paladar, a não ser que o queijo seja servido entre a entrada e o prato principal! Por fim, uma terceira razão seria de fundo histórico.

França é herdeira de uma longa tradição de produção de vinhos e queijos e as geladeiras, para resfriar os vinhos brancos, não eram tão comuns há algumas décadas atrás. Poderia haver, pois, algo melhor que o vinho tinto com seu paladar rascante para acompanhar um pedaço de queijo?

No entanto, há exceções à regra, ou seja, queijos que harmonizam bem com vinhos tintos: os Bries e vinhos tintos leves, como o Beaujolais, o queijo Saint-Nectaire ou os queijos azuis acompanhados de vinhos tintos suaves...

 

Outros artigos quentinhos, saídos do forno!



Receitas e dicas em vídeo!

SABORES do MUNDO: Uma DELICIOSA SOPA DE CEBOLA, como se você estivesse em PARIS!!!

A SOUPE À L'OIGNON é uma sopa gratinada à base de cebola, um prato super tradicional da cozinha francesa e de muitas regiões produtoras de cebola.

As sopas de cebola são populares, pelo menos, desde os tempos romanos. Elas foram, ao longo da história, muitas vezes consideradas um alimento para pessoas modestas, por causa da abundância de cebolas e da facilidade de cultivá-las. A versão moderna dessa sopa veio da França no século XVII, feita de pão seco ou croutons, caldo de carne e cebola caramelizada.

 

soup à l'oignon - sopa de cebola francesa

Ingredientes:

  • pão italiano
  • 200 g de queijo gruyère ralado
  • 40 g de manteiga
  • 3 cebolas grandes
  • 2 dentes de alho picados
  • 150 g de bacon picadinho
  • 250 ml de vinho branco
  • meio litro de água
  • 2 ramos de tomilho
  • louro em folhas
  • sal e pimenta do reino

 

Preparação:

  1. Pré-aqueça o forno a 180 ° C.
  2. Corte o topo do pão e remova o miolo, deixando uma "parede" grossa e com cuidado para não furar a casca.
  3. Dentro do seu pão, adicione 100 g de queijo Gruyere ralado ao fundo. Asse por alguns minutos até que o queijo derreta.
  4. Enquanto isso, fatie as cebolas e pique os dentes de alho.
  5. Em uma panela, refogue a manteiga e adicione as cebolas. Adicione o bacon, alho picado e o tomilho e o louro. Adicione o vinho branco e a água. Deixe ferver por 20 minutos.
  6. Despeje a sopa de cebola no pão.
  7. Corte o topo do pão em pedaços e adicione-os à sua sopa.
  8. Espalhe 100 g de queijo ralado por cima e volte ao forno por alguns minutos, para grelhar o queijo.

Comentar este artigo

Você conhece o verdadeiro vinagre balsâmico? Como tirar as manchas de vinho?